Governo Lula adota pronome neutro ‘todes’ em eventos; ministra tem projeto contra linguagem neutra

A primeira-dama Rosângela da Silva, conhecida como Janja, o ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, e cerimonialistas usaram a palavra “todes” em cerimônias ao longo desta primeira semana do governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Apesar do uso de “todes”, a atual ministra do Turismo, quando deputada federal, Daniela Carneiro (União Brasil), foi coautora de um projeto de lei que busca vedar a utilização de linguagem neutra por escolas públicas e privadas.

Todes” não faz parte das normas oficiais da língua portuguesa. No entanto, vem sendo utilizada como um pronome neutro para se dirigir a pessoas não binárias — que não se identificam exclusivamente com o gênero masculino ou com o gênero feminino.
O termo é incentivado pelo público LGBTQIA+ como forma de inclusão. O pronome “todes” já foi utilizado em post no Twitter pelo Museu da Língua Portuguesa, em 2021. Naquele mesmo ano, o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) chegou a proibir o uso da linguagem neutra em projetos financiados pela Lei Rouanet.

Fonte: CNN Brasil

SAMAEl comunicação Digital

Samael cominucação digital, empresa responsavel pelo gerenciamento de empresas e midias sociais, todos os Direitos Reservados.

Learn More →

Deixe um comentário

whatsapp button