Pessoas negras LGBTQIA+ sofrem mais preconceito diz estudo do Reino Unido

 

Pessoas LGBTQI + negras no Reino Unido se sentem “indesejadas” e experimentam níveis mais altos de discriminação e abuso, revelou um estudo recente .

 

Conduzido pelo UK Black Pride, o relatório “We Will Be Heard” envolveu mais de 1.400 pessoas. A pesquisa perguntou aos participantes sobre espaços comunitários, segurança, mídia, saúde mental e ambiente de trabalho.

De acordo com a pesquisa, apenas 25 por cento dos entrevistados achavam que seus espaços LGBTQI + locais eram acolhedores para negros e pessoas de cor. Quase metade deles relatou ter enfrentado insultos, intimidação e assédio. Como resultado, 61 por cento dizem que evitam certas ruas porque se sentem inseguros, enquanto quase metade dos entrevistados relatou ajustar suas escolhas de roupas para escapar da discriminação.

 

“As vozes e experiências das pessoas negras LGBTQI + e negras são essenciais para entender como a vida realmente é no Reino Unido, mas muitas vezes somos esquecidos”, disse Lady Phyll, co-fundadora e diretora executiva da Black Pride no Reino Unido. “Sempre que alguém em nossas comunidades denuncia assédio, abuso ou temor por sua segurança, é de partir o coração.”

 

 

SAMAEl comunicação Digital

Samael cominucação digital, empresa responsavel pelo gerenciamento de empresas e midias sociais, todos os Direitos Reservados.

Learn More →

Deixe um comentário

whatsapp button